Neste próximo artigo vamos dar continuidade de como conquistar uma pessoa com os próximos passos que mostrarei a seguir. No artigo anterior “Como conquistar uma pessoa:Principais etapas”, falei sobre algumas etapas segundo o livro “Como fazer amigos e influenciar pessoas”de Dale Carnegie. Falei sobre como você conseguir sair de uma discussão de forma pacífica e sem desentendimentos , como evitar uma discussão , de como é importante você reconhecer seus erros , como iniciar um diálogo de forma amigável e de comi fazer com que as outras pessoas concordem com seus argumentos no início do diálogo.

Tudo isso servirá como ferramenta para otimizar e melhorar o relacionamento com sua equipe e clientes. Gestão de pessoas é algo que exige comprometimento, vontade e entrega. Sabemos que isso é uma habilidade que pode ser desenvolvida durante o processo de gestão e essas ferramentas de comunicação servem para otimizar seus resultados. Um ponto importante que vale a pena mencionar neste artigo é a empatia, pois vai fazer com que ambas as partes de um diálogo se coloquem um no lugar do outro, isso é muito importante para que haja um alinhamento de objetivos.

Vamos então para mais seis etapas que irão possibilitar um maior entendimento de como conquistar uma pessoa para se tornar parte de seu time ou seu cliente.

Sexta etapa – Deixe a outra pessoa falar durante boa parte da conversa 

Na maioria das vezes somos acostumados a falar sobre nós mesmos grande parte do tempo, falamos e falamos sem se importar com a pessoa que esta a nossa frente, geralmente as pessoas que trabalham com vendas tendem a cometer esse tipo de erro. A maioria das pessoas não querem saber de nossos problemas, mas sim resolver os problemas delas, por isso escute. Preste atenção no que essa pessoa tem a lhe dizer, se esforce para compreender de forma sincera, com paciência e ajudar de alguma maneira.

Caso você discorde com algum ponto de vista, não interrompa pois a pessoa não prestará atenção em suas idéias enquanto tiver as suas para expôr. Aprendi que feedback é algo que temos de escutar, agradecer e receber como um presente, mesmo que no início não seja agradável.

Sétima etapa – Deixe que a outra pessoa sinta que a idéia é dela

Por mais que você, dono do seu Studio, academia, clinica ou consultório não concorde com as sugestões e idéias que os seus parceiros e colaboradores trazem até você, não seria bacana tentar fazer as outras pessoas seguirem as suas opiniões a força, não é mesmo? O ideal seria fazer algumas sugestões baseadas no que você quer como estratégia para o seu negócio e essas pessoas te trazerem as idéias, não é mesmo? 

Ninguém gosta de sentir que estão lhe vendendo algo ou dizendo para fazer determinada coisa. Todos preferem sentir que estão agindo de acordo com nossas próprias escolhas. Tenho certeza que você também gosta de ser consultado sobre os seus desejos e vontades, e por que não fazer isso com os outros?

Oitava etapa – Procure honestamente ver as coisas do ponto de vista da obra pessoa 

Esforce para entender o ponto de vista da outra pessoa. Como conquistar uma pessoa que tem idéias contrárias as suas? Ninguém gosta de saber que esta completamente errado, e você fazendo isso com a outra pessoa não provará nada e não ganhará um amigo. Não condene ninguém, esforce-se por entender o outro. Quando falo sobre empatia é exatamente isso, colocar-se no lugar do outro, para assim entender o seu ponto de vista.

Ver as coisas através dos olhos de sua equipe ou cliente pode aliviar tensões quando os problemas se tornam dominantes em um relacionamento.

Nona etapa – Seja receptivo as idéias e desejos de outras pessoas

Muitas vezes quando estamos em uma discussão ou quando enfrentamos um problema na equipe ou com algum cliente a primeira coisa que desejamos seria um milagre para que todo o clima hostil de uma discussão acabasse e que um sentimento de compaixão e boa vontade predominasse na relação. Utilizando essa ferramenta no inicio de um diálogo, tenho certeza que você reduzirá muito a forma como impõe sua opinião e fará com que a outra pessoa se sinta alinhada no mesmo propósito que você.

Você pode iniciar uma frase dizendo: “Se eu estivesse em seu lugar, sem dúvida alguma pensaria como você” ou “Eu não o condeno de jeito nenhum por pensar assim, talvez tivesse a mesma atitude”. Esses tipos de afirmações fazem com que ate a pessoa mais chata fique com a retaguarda baixa. Seja receptivo com as idéias que chegam ate você!

Décima etapa – Apele para os mais nobres motivos 

A grande maioria das pessoas são sinceras e querem honrar com seus compromissos, as excessões vem em uma pequena escala, por isso discutir de forma violenta ou incisiva não fará com que a outra pessoa mude de opinião, é muito melhor ela achar que você o considera uma pessoa do bem e que também quer resolver qualquer tipo de controvérsia de forma pacífica

Décima primeira etapa – Dramatize as suas idéias

Elabore um discurso bem feito, dramatize como vemos nos filmes e comerciais de televisão! Antigamente e hoje em dia ainda vemos homens pedindo mulheres em casamento ajoelhados ao chão. Isso é dramatizar uma ação. Saiba pontuar de forma que a outra pessoa valorize cada palavra do que você explicar.

Décima segunda etapa – Lance um desafio

Muitas pessoas são movidas a desafios, isso é fato. Muitas delas que não são desafiadas se desmotivam e acabam perdendo rendimento, assim como pessoas que tem medo de desafio e se desestimulam quando são desafiadas, é necessário um meio termo. Harvey S. Firestone, fundador da Firestone Tire & Rubber mencionou, “Nunca acreditei que pagamento e só pagamento pudesse aproximar e manter unidos bons homens.A coragem e o desafio, sim”.

Portanto, se somente o dinheiro fosse importante não veríamos executivos com cargos importantes e remunerações altíssimas pedindo demissão.

A grande maioria das pessoas é movida a desafios.

Encerramos o artigo de como conquistar uma pessoa com estas doze etapas que são ferramentas de grande valia para nós profissionais da área da saúde. Leia mais sobre produtividade e planejamento aqui no Negócios de Saúde e leia também “Qual o valor do tempo pra você?