Ao longo de todos esses anos trabalhando como Personal Trainer e gerenciando o meu próprio negócio, desenho de cargo era necessário e sempre tive uma dificuldade muito grande, onde tive de me especializar para que conseguisse crescer de forma gradativa e saudável, o gerenciamento de pessoas. Quando falamos sobre pessoas envolvemos sentimentos e emoções, pois cada um tem uma vivência, uma experiência e transmite aquilo que aprendeu ao longo de sua vida, mas como você faz para ter em sua equipe pessoas que esteja alinhadas com os conceitos e valores que você prega dentro do seu negócio? Como fazer com que a pessoa que você contratou para o seu consultório, clinica ou academia seja uma pessoa emocionalmente equilibrada e que trate os seus clientes e pacientes da forma como você trataria? 

Tenho certeza que esse é o maior medo de todos os profissionais, assim como era o meu, pois imagina você trabalhar tanto, estudar, se dedicar a abrir um negócio e contratar uma pessoa que coloca tudo a perder pois não tem o perfil dos seus valores e conceitos ou ainda pior, alguem que não tem o trato pessoal para lidar com outras pessoas.

Para isso existem algumas ferramentas que podem lhe ajudar juntamente com o trabalho de educação que você fará dentro da empresa. Essa ferramentas tem como objetivo te ajudar a escolher a pessoa certa, diminuindo as chances da contratar por exemplo alguém que não tem o perfil para trabalhar como recepcionista e essa pessoa ficar pouco tempo no cargo pois você enxergou ao longo do tempo que ela não tinha nada a ver com o que você procurava. Isso não quer dizer também que ao longo do tempo você enxergue que realmente essa pessoa se mostrou de um jeito na entrevista e nos testes e depois ela foi mudando de acordo com alguns acontecimentos e hoje não serve mais para estar em sua equipe.

São ferramentas que fui estudando e utilizando no meu Studio que vi que me renderam bons resultados.

O desenho de cargo é uma delas, ja falamos sobre ele anteriormente, mas neste post resolvi explicar um pouco melhor passa a passo para que você possa montar o seu de acordo com suas necessidades e para o cargo que tiver dentro de sua clinica, academia ou consultório.

Quais informações são necessárias ter em um desenho de cargo? Vou pontua-las uma a uma para você acompanhar e desenhar o seu, tudo bem?

  • Identificação do cargo – nome ou natureza , por exemplo, professor, fisioterapeuta, recepcionista, segurança, faxineira e por ai vai.
  • Missão – Aqui você vai descrever a razão de ser do cargo, ou seja, para que serve esse cargo
  • Descrição das atividades – Quais serão as atividades executadas pelas pessoas que estiverem ocupando este cargo, ou seja, por exemplo uma recepcionista ela precisa trabalhar com agenda para marcar atendimentos ou consultas, precisa controlar os pagamentos que entram e saem do seu negócio, precisa saber vender os serviços que são oferecidos em sua clinica. Enfim, isso tudo precisa ser muito bem desenvolvido por você para que ela ou outro qualquer profissional fique ciente de por objetiva sobre o que você precisa deles e sobre o que você espera deles também.
  • Requisitos mínimos – São as qualificações se as quais não seria possível o ocupante realizar as atividades, ou seja, vamos colocar como exemplo o professor da academia que necessita ter o CREF para dar aula, isso é um requisito básico para ocupar aquele cargo.
  • Competências básicas – São os requisitos relacionados ao conhecimento, habilidades e atitudes necessárias ao exercício do cargo. Exemplificando e vamos voltar ao exemplo da recepcionista, quais são as habilidades que ela precisa ter para lidar com o público? Quais atitudes precisa ter e conhecimento para utilizar em prol do trabalho? Ela precisar ser uma pessoa simpática, prestativa, pro ativa, que tenha sensibilidade e empatia para trabalhar com o publico em geral, pois na recepção é onde as pessoas chegam e tem a primeira impressão, caso contrário elas terão uma má experiência e correm o risco de não voltarem. Portanto, é muito importante você desenvolver também quais são as habilidades, atitudes e conhecimento que esse profissional precisa ter para fazer parte de sua equipe
  • Competências diferenciadoras – São requisitos não obrigatórios, mas que contribuem para melhor desempenho do seu colaborador. Você pode utilizar essa competência como um critério de desempate caso tenha dois bons candidatos. Um exemplo de competência diferenciadora seria você contratar um professor de educação física e ele ter uma especialização em treinamento funcional e poderia utilizar desse conhecimento para agregar valor aos seus alunos, ou um fisioterapeuta que tem especialização em quiropraxia e poderia oferecer mais este serviço em sua clinica
  • Subordinação e Supervisão – A quem o cargo se reporta ou quem essa pessoa irá supervisionar, se for o caso, ou seja, eu tenho no meu Studio uma coordenadora da equipe de treinadores e estes por sua vez se reportam a ela quando surge alguma duvida ou acontecimento e ela por sua vez se reporta ao gestor para reuniões sobre a equipe. Quando começa a surgir um processo de hierarquia
  • Informações funcionais – Informações relacionadas as condições do exercício do cargo, de acordo com suas características, ou seja, se essa pessoa será registrada ou não, se tem de trabalhar uniformizada, qual sua carga horária, etc..
  • Responsabilidades do cargo – Informa a responsabilidade do ocupante deste cargo por pessoas, caso tenha que supervisionar outras pessoas, por bens, ou seja, se for um professor e ele tem de zelar pelos equipamentos do seu negócio, e pelos relacionamentos com os clientes, ou seja, se eles tem contato direto e como devem se portar nesse contato.

Na minha opinião, o desenho de cargo é muito eficiente para lhe trazer mais segurança na hora de contratar e escolher a pessoa certa para o cargo certo no seu negócio. Faça o seu desenho de cargo e seja mais assertivo no seu negócio.

Leia mais sobre gestão e “Inteligência Emocional: Saiba como funciona“. Leia também “4 exercícios que ajudam a relaxar e ter uma vida saudável