O Estúdio de pilates é um espaço que trabalha com uma atividade física que busca o controle muscular desenvolvida pelo alemão Joseph Pilates, enquanto esteve internado durante a Primeira Guerra Mundial. Entre seus resultados estão o fortalecimento da musculatura, o aumento da flexibilidade, a melhora da postura e da mobilidade articular e o alívio de tensões.

O Estúdio de Pilates é o local onde se pratica a atividade, que pode ser realizada no solo (Mat Pilates) ou em grandes e pequenos aparelhos. Um estúdio de Pilates convencional possui aparelhos como Reformer, Cadillac, Chair e Ladder Barrel.

No Pilates com Aparelhos utilizam-se molas que, de acordo com a resistência, facilitam movimentos de pessoas com limitações físicas e dificultam a prática para alunos em nível mais avançado.

Já o Pilates de Solo é considerado o mais difícil, pois é realizado apenas com o peso do próprio corpo, o que demanda do aluno muito mais controle dos músculos e dos movimentos. 

Sua vantagem é que pode ser praticado em qualquer lugar e geralmente tem um custo mais acessível. Os acessórios mais utilizados no Pilates de Solo são Fit Ball, Fit Circle, Fit Band (Faixa de Resistência), Fit Roll (Rolo de Espuma), Toning Ball e Meia Lua.

Não existe um tipo melhor do que o outro, inclusive em muitos estúdios as práticas são mescladas. Há tanta variedade de exercícios que geralmente nenhuma aula é igual a outra.

Ao contrário de outras atividades físicas, o método Pilates enfatiza mais a qualidade do movimento do que a quantidade. Sendo assim, não inclui um grande número de repetições para cada série, mas sim concentração e precisão em cada movimento.

Portanto, aqueles que buscam o aumento do tamanho dos músculos (hipertrofia) devem procurar um Estúdio de Pilates e aliar o método a outras atividades como a musculação, pois no Pilates os músculos são trabalhados para melhorar o tônus e a força, e não para aumentar de volume.

O estúdio de Pilates pode ser considerado como uma atividade física que pode ser praticada por pessoas de todas as idades e níveis de condicionamento físico, porque pode ser adaptada, modificada e personalizada de acordo com as necessidades de cada praticante. Inclusive, é indicado para pessoas com lesões, problemas articulares e outros problemas de saúde justamente por ser uma prática individualizada.

É um método que estimula o corpo de forma global em cada exercício, tanto que um foco muito importante do Pilates é a respiração, cuja prática adequada é indicada para facilitar os movimentos além de trazer mais consciência à respiração no próprio dia a dia.

No Brasil, educadores físicos e fisioterapeutas estão habilitados para ensinar o método, porém, em caso de lesões, é mais aconselhado o fisioterapeuta.

A prática do Pilates pode ser feita de uma a várias vezes na semana, entretanto, praticá-lo duas ou mais vezes é o ideal para uma evolução mais rápida. Cada aula tem duração média de entre 50  a 60 minutos.

Tanto grávidas quanto idosos podem e devem praticar Pilates. Porém, as gestantes que nunca se exercitaram antes da gravidez devem consultar um médico antes de começar a prática. Já para os idosos, o método possui exercícios que trabalham a mobilidade e o equilíbrio, o que os ajuda a ter menos quedas e mais disposição.

É importante que você saiba que…

O controle é considerado como um dos princípios do Pilates e depende da respiração, da centralização e da concentração. Com o domínio destes três princípios essenciais, o controle é alcançado e é necessário para a execução adequada dos exercícios. O praticante deverá estar atento e concentrado em seus movimentos musculares e sua respiração.

Este controle busca aliviar o esforço do corpo, tornando o gasto energético do Pilates mais eficiente. Apenas os músculos que são necessários são usados para cada movimento.

Também é bom salientar que Pilates não emagrece, portanto, se você busca emagrecimento ou perda de gordura localizada, deve aliá-lo a exercícios aeróbicos, como corrida, natação, ciclismo, dança etc.

É essencial ter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, pouca ou nenhuma ingestão de álcool e nada de cigarro caso busque um condicionamento físico melhor e mais qualidade de vida.

Somente nos Estados Unidos, estima-se que mais de 28 milhões de pessoas pratiquem pilates, porém não há informações a respeito do número de praticantes no Brasil

Mas você pode ter certeza: há muita gente interessada na prática por aqui.

E estamos falando de um setor em franca expansão, com enorme potencial de crescimento e que gera impactos positivos até para a saúde pública, haja vista que são incontáveis os relatos de pessoas que, graças à prática regular de Pilates, conseguiram expressiva melhora do condicionamento físico.

Assim sendo, neste cenário de um universo de pessoas sedentárias, atletas em busca de melhor desempenho e portadores das mais diversas patologias, está inserido o Pilates, já consolidado no mercado fitness, saúde e bem-estar, e conhecido por ter se tornado uma agradável porta de entrada para uma vida mais saudável e produtiva.

Leia mais sobre “Demissão: Qual o momento certo de descartar “e produtividade aqui no Negócios de Saúde. Leia também sobre “Como estimular a criatividade