Os exercícios funcionais fazem parte de um nicho de mercado que vem ganhando cada vez mais espaço.Todos nós que trabalhamos com a área fitness sabemos que o mercado se renova o tempo todo. Novas modalidades surgem, modalidades antigas se readaptam e existem outras que assim como surgiram vão embora. De alguns anos para cá as pessoas sentiram a necessidade de ganhar qualidade de vida e saúde.

Digo isso pois sabemos que o público latino e sul-americano sempre foi muito ligado na parte visual, na estética e isso estava interligado ao tipo de treinamento que as pessoas tinham como preferência nas academias. Como essa inovação no mercado e o aparecimento dos exercícios funcionais as pessoas foram observando que poderiam treinar melhor se movimentando com mais qualidade.

Se avaliarmos, todos os exercicios são funcionais, mas quando falamos sobre isso estamos nos referindo em fazer com que as pessoas melhorem a condição estrutural para o seu dia a dia. Falo sobre pegar uma caixa pesada no chão, colocar um objetivo pesado em um armário, carregar sacolas pesadas e muitas outras atividades que exercemos no dia a dia e que por muitas vezes executamos de maneira errada, acarretando em lesões e disfunções. Portanto quando me refiro a exercícios funcionais, não estou falando sobre se equilibrar em uma bola ou correr entre cones, mas sim em melhorar a qualidade dos seus movimentos.

Com essa conscientização surgiram também os locais especializados em trabalhar com esse tipo de metodologia, os chamados centros de treinamento funcional. Em algumas academias foram criadas salas para trabalhar com essa metodologia, mas a grande sacada assim como no Pilates ou yoga é você ter um lugar que atenda de forma especifica essa demanda.

Se pensarmos em custo, sem dúvida quem trabalha com exercícios funcionais terá um investimento em equipamentos menor do que alguém que deseja montar uma academia com máquinas, pois muitos dos exercícios funcionais que são realizados utilizam pesos livres e o próprio peso corporal. Entenda um pouco melhor as diferenças entre academia e Studio neste meu ultimo artigo. Geralmente as aulas que envolvem exercícios funcionais são trabalhadas em grupos onde você como profissional consegue atender uma demanda maior com um custo acessível as pessoas e rentável pela demanda. A maioria dos equipamentos necessita de uma manutenção básica onde você mesmo pode realizar ou por um baixo custo.

Para que isso tudo se concretize é muito importante o seu planejamento pessoal e profissional  para estar alinhado com os seus objetivos. Cada vez mais tem chego ao Brasil cursos de qualidade na área de treinamento funcional, o que tem gerado uma grande concorrência e feito esse mercado ganhar qualidade e crescimento. 

Para você que é profissional de Educação física e se identifica com a metodologia de exercícios funcionais vale a pena investir em uma especialização que traga conhecimento teórico e prático, pois no treinamento funcional é de extrema importância que o profissional tenha essa experiencia prática para repassar ao seu aluno. No ranking das tendências para 2019, os exercícios funcionais estão em nono lugar, sendo que algumas outras metodologias como treinamento com peso do próprio corpo que ocupa a quinta colocação pode ser considerada exercícios funcionais.

Algumas linhas de treinamento vão sendo criadas a partir dos exercícios funcionais. Metodologias onde são inseridos exercicios com intensidade, carga e velocidade, outras metodologias que utilizam curto espaço de tempo e intensidade com exercicios funcionais utilizando peso corporal e metodologias onde você consegue trabalhar de forma individualizada e controlada todos os fundamentos dos exercícios funcionais

Para se ter uma idéia da grandiosidade de espaço que os exercícios funcionais ocupam hoje no mercado, todo dia surge um artigo novo falando sobre a metodologia e podemos contar com uma avaliação de movimentos funcionais, chamado FMS (Functional Movement Screen) , onde atraves de alguns testes conseguimos avaliar de existem disfunções articulares e musculares e através de exercícios corretivos nas sessões de treino de nossos alunos conseguimos controlar e reabilitar essas disfunções.

De qualquer forma vale a pena refletir, analisar se você se identifica com esse mercado e se é algo que desperta com seu interesse como profissional. 

Leia mais gestão e produtividade aos profissionais da área da saúde aqui no Negócios de Saúde.